Abandone o Fardo: Culpa e Vergonha

Quem nunca se pegou lembrando de situações do passado e de repente sentiu uma culpa e vergonha enormes por tudo o que passou, o que fez, o que não fez e então se sentiu desanimada e envergonhada, querendo se esconder de tudo e todos para que não descubram que você é uma “grande farsa”?

Sabe, irmã, descobri que a culpa e a vergonha andam lado a lado e que essa dupla pode tirar nossa paz, nosso propósito e nosso destino.

“Todos pecamos.”

O sentimento de culpa que pode ou não vir acompanhado da vergonha, é uma grande arma que o inimigo usa para nos paralisar. Podemos sentir medo de que nos “descubram”, descubram quem somos ou o que fizemos e esse sentimento nos estaciona, se deixarmos.

Todos pecamos e estamos destituídos da glória de Deus (Romanos 3:23). Não há um sequer em toda essa terra que não tenha cometido pecado, além de Jesus Cristo.

Jesus, nosso substituto. Não é maravilhoso saber que quando você aceita Jesus como seu Salvador e passa a viver para agradá-lo, buscando saber tudo o que você pode fazer para ser tudo o que ele morreu para que você fosse, Deus te olha e vê a Cristo?

Você passa a ser uma nova criatura, recebe o perdão dos seus pecados, eles foram apagados agora. Mas ás vezes, alguns deles voltam para nos assombrar, não é mesmo?

Onde estão os seus pecados?

“Tornará a ter compaixão de nós; sujeitará as nossas iniquidades, e tu lançarás todos os seus pecados nas profundezas do mar. ”

Miqueias 7:19

Gosto muito de pensar que meus pecados estão nas profundezas do mar e que Deus não se lembra mais deles:

“Eu, eu sou o que apago completamente tuas transgressões por amor de mim mesmo, e não me lembrarei dos teus pecados.”

Isaías 43:25

Quando nascemos de novo, recebemos uma “ficha limpa”. Temos a plena convicção de tudo o que fizemos de errado e dentro de nós nasce aquela tristeza por termos feitos coisas que machucaram o coração do nosso Pai. Mas quando pedimos perdão, precisamos acreditar no que esses dois versos dizem. 1) Deus lança nossos pecados nas profundezas e 2) não se lembra mais deles.

Se Deus esqueceu, por que ainda lembramos? Por que deixamos que o inimigo venha nos acusar e nos desanimar? Chega um momento, amiga, em que precisamos aprender a perdoarmos a nós mesmas e então seguir em frente, em liberdade!

“Firmemo-nos, portanto, na liberdade com que Cristo nos libertou; não nos submetamos outra vez ao jugo da escravidão”.

Gálatas 5:1

O jugo da escravidão que o texto fala não tem a ver apenas com buscarmos praticar obras para alcançar alguma coisa perante Deus mas também de não nos deixarmos escravizar pelas mentiras de Satanás. Sejam mentiras relacionadas ao fato de querermos ter algum mérito perante o Senhor ou a mentira de que somos imperdoáveis, de que nunca poderemos ter uma vida renovada por causa do nosso passado.

É só um capítulo, não o livro todo.

Nosso passado é apenas um capítulo da nossa história. O ponto da virada, quando tudo muda, chega no momento em que aceitamos a Cristo na nossa vida, abrimos cada pedacinho dela para ele tomar conta e ir nos mostrando o que precisa de arrependimento, de uma reforma, de uma limpeza e o que tem que ser jogado fora. A partir daí nossos capítulos vão sendo escritos por nosso novo Pai juntamente com a nova mulher que surgiu!

Abandonar a culpa e a vergonha é aceitar que você não era merecedora de nada mas recebeu tudo. Aceitar que não é mais preciso viver uma vida de escravidão, obedecendo a cada mentira que Satanás sussurra em seu ouvido, fazendo com que você se coloque no cantinho da sala, escondida, diminuída. É tempo de aceitar que aquilo que você viveu pode ser a sua mensagem para o mundo!

Já pensou que a sua dificuldade, aquilo no qual você errou e sofreu pode ser a exata arma que Deus está te dando para abençoar a vida de outras pessoas?

Esqueça os seus erros, minha irmã! Isso não vai te fazer uma pecadora inveterada daqui para a frente, isso vai te libertar! O que ficou para trás é nada. Foi apagado. Daqui para a frente não há mais espaço para a culpa e a vergonha na sua vida mas para o perdão e a liberdade de ser quem você foi criada para ser!

Não permita que esse fardo te coloque para baixo mas se livre dele e brilhe, brilhe muito! Conta pra todo mundo o que seu novo Pai fez na sua vida e o inimigo não terá mais poder para te acusar!

Espero que suas costas estejam mais leves!

Até breve, irmã!

Com carinho,

Andressa.

Me siga nas redes sociais!