O meu Deus versus o “Deus dos outros”

 

Post 6

Você já se decepcionou com o “Deus dos outros”? Isso já prejudicou o seu relacionamento com o seu Deus? Pois é, já prejudicou o meu!

Não nego, de certa forma isso mostra como eu estava com a visão fraca. Mas afirmo, nossas atitudes podem influenciar tanto para o bem quanto para o mal a vida espiritual daqueles que nos cercam.

Quando algumas situações ruins acontecem e então pensamos: “Como uma pessoa que diz amar a Deus pode fazer coisas assim?” passamos muitas vezes a olhar para Deus, o Deus que a pessoa diz servir e que é o mesmo Deus que nós servimos e nossa vida espiritual decai uns tantos por cento.

O fato é que não devemos olhar a Deus pela perspectiva e vida dos outros. Quando olhamos para outros cristãos esperamos ver Deus mas nem sempre O encontramos. Mesmo quando essas pessoas dizem adorá-lo e amá-lo. O que acontece é que muitos, a partir desse contato superficial com cristãos superficiais pensam que Deus é como essas pessoas e dão as costas, decepcionados com esse Deus que tem filhos tão desprezíveis e que deve ser como eles. Mas não, não, não! Isso não é verdade!

Recentemente me peguei tendo a minha vida espiritual prejudicada por situações complicadas na igreja; por olhar outros seres humanos, há tanto tempo em contato com a verdade divina, tão pouco transformados. Mas sabe aquela atitude que as pessoas tem de achar que “crente é tudo igual”, conheceu um, conheceu todos? Pois é, essa é a generalização mais péssima que pode existir! Pior ainda é acharmos que nosso Deus é como as pessoas que conhecemos porque Ele não é!

“Olhe para Deus e não para seres humanos”

Quando estamos em uma instituição religiosa vamos estar envolvidos com pessoas e nosso maior erro sempre será olhar para a vida dos outros. “Mas por que eles não mudam?” Bom, isso é com Deus e eles. Você já experimentou orar por essas pessoas? Quem sabe Deus esteja precisando mudar a nossa visão também para que ao olharmos para eles nós vejamos seres humanos pecadores como nós, que estão lutando contra sua natureza terrível e que precisam de nossa oração mais do que nunca!

Essa é uma atitude necessária mas difícil de ser tomada, eu sei bem. Olharmos para o próximo e lembrarmos quem é o verdadeiro inimigo e sabermos que não são eles mas sim aquele que rouba e destrói e que adora roubar e destruir nossa paz e atrapalhar nossa vida, principalmente a espiritual. Talvez aquela pessoa que tem sido uma pedra de tropeço em sua vida nem saiba disso, não faça nem ideia que as atitudes dela estão te prejudicando e nesse momento a oração entra. Quando estivermos mais fortes espiritualmente, reconhecendo que talvez também podemos atrapalhar outros, nós quem sabe até poderemos conversar com essas pessoas, abrir nosso coração e dizer aquilo que tem nos incomodado.

“Seu próprio relacionamento com Deus reforçado a cada dia”

Para que nosso Deus nunca seja o “Deus dos outros” é preciso que Ele seja nosso maior conhecido. Nós precisamos ter o nosso relacionamento com Deus firmado na Palavra, na oração e no firme conhecimento de Seu caráter. Só assim nós não correremos o risco de sonhar em culpar a pessoa errada.

Precisamos lembrar: Somos perfeitos? Não, claro que não. Por que cobrar perfeição do próximo?  Tudo começa com o nosso reconhecimento do nosso próprio erro, da nossa própria natureza acostumada ao pecado e que vive em conflito com a nova natureza que Cristo quer que tenhamos.

Mas com grande luta, com o reconhecimento das nossas fraquezas podemos pedir a Deus que nos mude e nos molde. Tudo o que essas pessoas precisam é da mesma humildade que nós precisamos para admitir que Deus sabe melhor que nós e que só Ele tem o poder de nos mudar de verdade. Ore por você, pela sua mudança e pela mudança do próximo. Quando nos afastamos de Deus por causa de outras pessoas estamos apenas deixando com que o inimigo vença uma batalha, mostrando que nossa amizade com Deus não era tão forte assim. Vamos deixar isso acontecer? Espero que não, que nunca!

Minha oração é para que acima de tudo nenhum de nós seja aquele que prejudica a vida espiritual do próximo. Que entre nós reine o firme propósito de fazer a vontade de nosso Deus e nos submeter a Ele para que sejamos novas criaturas. Ser nova criatura é ajudar o próximo, é entendê-lo e nunca, jamais, usá-lo como desculpa para justificarmos a fraqueza da nossa fé.

Que a sua e a minha fé sejam inabaláveis, que ninguém venha e nos queira roubar o relacionamento com nosso Deus porque esse é o maior tesouro que temos. Então fique firme! Nosso Deus é puro amor e graça e no momento certo essa graça e amor inundará os corações sinceros e os transformará!

“Sejam completamente humildes e dóceis, e sejam pacientes, suportando uns aos outros com amor. Façam todo o esforço para conservar a unidade do Espírito pelo vínculo da paz. Há um só corpo e um só Espírito, assim como a esperança para a qual vocês foram chamados é uma só; há um só Senhor, uma só fé, um só batismo, um só Deus e Pai de todos, que é sobre todos, por meio de todos e em todos.” Efésios 4:2-6

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.